Mensagens

Cenários

Casamento

Livros

Visão

Cuidado

Segurança

TRÊS MENSAGENS URGENTES – 1ª parte

 

 

“Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas”  Apocalipse 14:7

 

Texto base: Apocalipse 14:6-13

 

Objectivo do estudo:

 

Reconhecer a natureza urgente dos avisos de Deus e para aprendermos que, somente, através da obediência e da fé em Cristo, poderemos evitar os Seus terríveis castigos.

 

Apresentação:

 

Podemos ler em Apocalipse 14 que Deus envia três anjos, primeiro, para anunciar as boas novas aos habitantes da terra, depois, para os avisar, de novo, sobre a eminência da condenação. Estes anjos vêm entregar uma mensagem urgente à humanidade para prestar atenção às palavras de Deus ou, então, sofrer penosas consequências. A segurança da humanidade não pode ser encontrada em abrigos terrenos mas antes, numa relação próxima com o Deus Criador de todas as coisas.

 

Neste capítulo de Apocalipse, o julgamento de Deus é-nos apresentado como rápido, completo e justo. Assim, toda a humanidade – em particular os que tiverem sido chamados por Deus – deverá meditar sobre esta mensagem.

 

Apocalipse 14 começa com o reaparecimento dos 144.000 já mencionados no capítulo 7.  Aqui eles são-nos apresentados como exemplos ideais da fidelidade que Deus espera dos que são Seu povo. Eles seguem o Cordeiro para onde Ele for.

 

Após este exemplo brilhante de dedicação e fidelidade, chegam três anjos para nos transmitir as suas três mensagens. O primeiro anjo apela urgentemente a que a humanidade creia no Evangelho, tema a Deus e adore o Criador de todas as coisas. O segundo anjo anuncia o julgamento de Deus sobre a maligno império da Babilónia espiritual, o reino do anticristo. Enquanto que a antiga cidade de Babilónia já havia sido destruída muitos séculos antes, a sua maldade espiritual e idólatra continuou a viver tendo ficado profundamente enraizada no Império Romano. Este sistema satânico de poder, luxúria, luxo e pecado virá a ser condenado. Todos os crentes deverão estar conscientes da sua influência, porquanto poderão ser facilmente apanhados pela sua teia de injustiça.

 

A mensagem do terceiro anjo liga alguns dos elementos de Apocalipse 13 (a besta, a sua imagem e a sua marca). É pois urgente avisar os crentes verdadeiros que ao misturar a sua fé e valores com os do sistema de injustiça da besta, tal trará um julgamento a que o crente não poderá resistir. Neste anúncio, Deus afirma muito claramente que os cristãos deverão ser-Lhe fiéis, mesmo que tal lhes provoque desconforto ou rejeição social.

 

Nos dias de João, a besta revelou o seu poder através do governo do Império Romano, o qual tentou destruir a fé cristã através da intimidação, perseguição e morte dos crentes. Um cristão que prestasse culto ao imperador e a falsos deuses de origem satânica, enquanto reclamava adorar a Deus,  estava a viver uma situação de compromisso. Esta mensagem apela a que o cristão deve libertar-se de todos os compromissos, tanto na adoração como na sua maneira de viver.

 

Estas três mensagens urgentes são um apelo que é dirigido a um grupo distinto de pessoas que escolheram separar-se da imoralidade do seu tempo e manter-se firme na fé. Todos os cristãos deverão levar estes avisos muito a sério, “Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei” (2Coríntios 6:17).

 

Questões para estudo – Apocalipse 14

 

1.      Que aspecto principal podemos retirar da primeira mensagem urgente do anjo enviado por Deus? Apocalipse 14:6-7. A quem foi enviado o Evangelho?  De que forma deve a humanidade responder ao apelo de Deus?

 

2.      Que anúncio que nos é feito pelo segundo anjo? Apocalipse 14:8. Porque razão é que o nome de Babilónia aparece associada a este pronunciamento de condenação? Qual o sentimento de Deus para com a antiga Babilónia? Jeremias 51:7-8. Como é que a Babilónia espiritual continua a influenciar o mundo?

 

3.      Que avisos nos são dados na terceira mensagem? Apocalipse 14:9-11. Que acções irão ser sujeitas ao julgamento e condenação de Deus? Vers. 9. Gálatas 5:19-21. Que destino está reservado para os que levarem sobre si a marca da besta? Apocalipse 14:10.

 

4.      Que diferença existe entre os que servem a Deus e os que adoram a besta? Vers. 1 e 9. Que qualidades é que distinguem os que servem ao Senhor? Apocalipse 14:12.

 

5.      Que método usará o Senhor para julgar a terra? Que grande acontecimento acontecerá nesse tempo? Apocalipse 14:14-20.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----

 

TRÊS MENSAGENS URGENTES – 2ª parte

 

 

 

Questões para estudo (Contin.):

 

6.      Quais alguns dos elementos essenciais do Evangelho que foram proclamados no passado e que continuam válidos? Romanos 10:17; 1Coríntios 15:3-4; Tito 3:4-7. De que forma você respondeu a esta mensagem?

 

7.      Que significado assume a expressão “porque é vinda a hora do Seu juízo” que nos é transmitida em Apocalipse 14:7? O que nos diz este versículo sobre a paciência de Deus?

 

8.      De que forma Babilónia ainda hoje influencia o nosso mundo? De que formas é que nos podemos enredar neste sistema? Como nos podemos separar dela?

 

9.      Como é que o conhecimento àcerca da ira de Deus nos pode influenciar a mudar o nosso comportamento? Apocalipse 14:10. O que sente ao saber que Deus punirá os que O rejeitam?

 

10.  Como escaparemos à ira de Deus? Apocalipse 14:12. Em que medida é que a obediência aos mandamentos de Deus nos ajuda a vencer com Cristo?

 

Aplicação:

 

Indique algumas formas em que a obediência provocou algumas alterações na sua maneira de viver. Que sacrifícios teve que fazer? Partilhe a sua experiência pessoal com os restantes crentes.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----

CENÁRIOS DO FIM DO TEMPO – 1ª parte

 

 

“E vi outro grande e admirável sinal no céu: sete anjos, que tinham as sete últimas pragas; porque nelas é consumada a ira de Deus.” – Apocalipse 15:1

 

Texto base: Apocalipse 15:1-8

 

Objectivo do estudo:

 

Concentrar-mo-nos nos acontecimentos que precederão a segunda vinda Cristo e aprendermos como estes julgamentos futuros poderão motivar os crentes para uma vida de santidade e de fé.

 

Apresentação:

 

De todas as passagens das Escrituras que alguma vez estudámos, Apocalipse Capítulos 15 a 18 poderão vencer o prémio para o maior escrutínio. O apóstolo João viu no futuro, certamente, alguns acontecimentos fascinantes. Após tudo o que aconteceu e que nos é relatado nos primeiros capítulos, é difícil de imaginar que Deus ainda tenha muito mais para levar a cabo. João diz-nos que estes acontecimentos são somente o prelúdio da Segunda Vinda quando nos diz “porque nelas é consumada a ira de Deus” (Apocalipse 15.1). Apesar do sentido exacto destes cenários do fim dos tempos ainda permanecer em aberto, os cristãos deverão saber que o julgamento de Deus completar-se-á um dia, quando Deus enfrentar os exércitos deste mundo que se irão reunir num lugar chamado Armagedão (Apocalipse 16:16).

 

As sete últimas pragas são semelhantes às sete últimas trombetas, porém, mais fortes e universais. Ambas trarão à humanidade não crente quantidades massivas de perturbação e dor.  Em cada um destes momentos, os que não creram amaldiçoarão o Deus dos céus pelo castigo que sobrevirá sobre eles, mas os céus declaram “verdadeiros e justos são os teus juízos” – Apocalipse 16:7. A taça do sexto anjo é extremamente constrangedora porquanto fará secar o Eufrates, libertando espíritos malignos que levarão o mundo inteiro à beira do desastre. Isto irá ao encontro do propósito do Senhor: “os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso” – Apocalipse 16:14. A sétima praga completará a ira de Deus sobre os perversos e o caminho para a vinda do Senhor. Terminará assim o domínio/governo do homem. A manipulação corrupta da humanidade, controlada pela idolatria satânica e a rebelião contra Deus, será destruída. Deus lembrar-se-á de Babilónia e dar-lhe-á do cálice da Sua ira.

 

Apocalipse 17 e 18 descreve-nos o julgamento e o colapso do sistema pérfido e complexo de Babilónia. Em primeiro lugar, este sistema deu origem a uma igreja apóstata, simbolizada pela prostituta que vem instigando e seduzindo o mundo inteiro através da mistura de Cristianismo, paganismo e tradições humanas. Segundo, o sistema permite o aparecimento de um corpo governativo que entrega a sua obediência ao dragão (Satanás), resultando em perseguição ao povo de Deus. Finalmente, os valores do sistema de Babilónia estão assentes nos prazeres e ganhos desta vida, em vez de procurarem alcançar o caminho da justiça.

 

Embora fosse interessante desenhar os detalhes dos cenários dos tempos do fim, a nossa única e real esperança pode ser somente encontrada numa vida de obediência a Deus e a Jesus Cristo. No meio de todo este caos, Jesus ainda nos diz: “Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas roupas, para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas”. Apocalipse 16:15.

 

Questões para estudo – Apocalipse capítulos 15 a 18

 

1.      Qual o significado das sete pragas que estão profetizadas? Apocalipse 15:1. Quem irá aplaudir a intervenção de Deus e porque motivo? Apocalipse 15:2-4.

 

2.      Indique que pragas serão estas (Apocalipse16:1-21) e, em cada uma, indique os acontecimentos que irão produzir-se. Quem irá sofrer o julgamento de Deus em toda a sua amplitude? Vers. 2. Como irá reagir o mundo a estas pragas (ver vers. 9, 11 e 21)? Porque irão responder desta forma?

 

3. Qual será o padrão dos acontecimentos no tempo que precederá o fim? Apocalipse 16:12-21. Em que local se congregarão todas as nações? Vers. 14, 16. Onde está localizado e porque razão tem um significado especial?  Como é que podemos comparar estes acontecimentos com outras profecias? Joel 3:9-16; Ezequiel 38:14-23.

 

4. Em que momento será destruído tudo o que representa Babilónia? Apocalipse 16:19. Que factores estão envolvidos neste sistema? Apocalipse 17:1 a 18:24. Que se alegrará com a queda de Babilónia e porque razão o fará? Apocalipse 18:20, 24.

 

5. Que parte deste mundo está dominada pela Babilónia espiritual nas suas formas mais variadas? Apocalipse 17:1, 2, 15. Qual a sua atracção? Apocalipse 18:3. Que apelo nos faz Deus? Apocalipse 18:4.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----

 

CENÁRIOS DO FIM DO TEMPO – 2ª parte

 

 

Questões para estudo (Contin.):

 

6.      Qual deve ser a nossa atitude quando virmos chegar o julgamento de Deus sobre a humanidade? Que promessas faz Deus ao Seu povo? Romanos 12:19.

 

7.      Que carácter revelará a atitude dos perversos – mesmo durante o período do juízo e disciplina de Deus? Apocalipse 16:9; Jeremias 17:9-10. Como podem os seres humanos mudar a sua atitude? Tiago 4:6-10.

 

8.      Que sinais já pode ver hoje serem cumpridos? Até que ponto devemos manter-nos atentos aos acontecimentos do tempo presente? Apocalipse 16:15. Como estão os cristãos dos tempos presentes a interpretar erroneamente os sinais dos tempos?

 

9.      Como estão a aumentar os valores e crenças de Babilónia na sociedade humana de hoje? De que forma está a combater essa invasão na sua vida pessoal?

 

10.  Porque razão existe hoje tanta confusão àcerca da interpretação e compreensão das profecias bíblicas?

 

Aplicação:

 

Peça a Deus que lhe revele os caminhos através dos quais a Babilónia espiritual está a influenciar a sua vida, e ore para receber a força divina que lhe permitirá vencer o pecado que o pode separar de Deus.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----

CASAMENTO PARA A ETERNIDADE – 1ª parte

 

 

“E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus.”  Apocalipse 19:9

 

Texto base: Apocalipse 19:1-10

 

Objectivo do estudo:

 

Examinar tudo o que rodeia a segunda vinda de Cristo, em particular a preparação de cada um de nós para as bodas do Cordeiro.

 

Apresentação:

 

Existem grandes marcos ao longo da nossa vida: a conversão, o baptismo, o curso que se concluiu na escola, o casamento, o nascimento dos filhos, etc. Estas são experiências únicas que todos nós gostamos de viver. Apocalipse capítulo 19 fala-nos ainda de uma outra experiência: a ceia do Cordeiro. Em lições anteriores ficámos a conhecer as grandes lutas dos tempos que estão retratadas em cenas de conflito, destruição, julgamento de Deus, e na Sua glória – além do choro e alegria dos santos.

 

Após séculos de grandes dificuldades e de soluções intermédias provindas de Deus, o palco está agora montado para o regresso de Cristo e da Sua muito esperada união com a Sua noiva, a Igreja.

 

Apocalipse capítulo 19 descreve-nos as alegres celebrações da Igreja, como anjos de Deus e servos de Deus, cantando “Aleluias” em alta voz, louvando a Deus pela destruição da prostituta que corrompeu a terra (vers. 1-6). Os louvores subirão de tom em antecipação do regresso de Cristo para reclamar os Seus no casamento do Cordeiro (vers. 7). Ele virá como um guerreiro conquistador e vitorioso e destruirá os inimigos de Deus (vers. 11-21).

 

As celebrações descritas em Apocalipse capítulo 19 aconselham sobre a forma como os cristãos de hoje devem reagir ao convite que lhes é dirigido para este acontecimento especial e único.

 

Esta forte esperança deverá aumentar a sua motivação para viver de forma fiel de forma a honrar e glorificar a Deus. Infelizmente, muitos crentes vivem como se este acontecimento glorioso que se irá produzir no futuro fosse a menos importante nas suas vidas.

 

Como cristãos, devemos antecipar as bodas do Cordeiro através de uma relação de forte compromisso com Jesus Cristo. Esta relação é frequentemente retractada como se de um casamento se tratasse (ex. Efésios 5:22-23), por possuir as mesmas características. Como em qualquer relação com significado, o amor, a íntima compaixão, alegria e fidelidade têm que estar presentes.

 

Afortunadamente para nós, não temos que ser meros espectadores e, por isso mesmo, perder a oportunidade de participar nas celebrações. Podemos começar a celebrar a partir do momento em que aceitamos a oferta graciosa de Deus para nos salvarmos e escolhemos ser lavados no sangue do Cordeiro. Quando Jesus regressar, realizar-se-á um casamento. A nossa responsabilidade é prepararmo-nos agora para estar presentes nessa boda.

 

Questões para estudo: Apocalipse capítulo 19

 

Quem rende louvor a Deus em Apocalipse 19:1-8? E porque o faz?

Deus vai destruir a igreja apóstata como preparação para a segunda vinda de Cristo (vers. 2); o desaparecimento da Babilónia espiritual é-nos apresentado nos capítulos 17 e 18. Quais as diferenças entre a igreja apóstata e a noiva de Cristo? Apocalipse 19:2, 7 e 8.

O que é oferecido à noiva de Cristo (Igreja) para usar nas bodas do Cordeiro? Apocalipse 19:8. Porquê? Como é possível aos crentes (santos) tornarem-se justos? Mateus 6:31-33; Romanos 3:21-26; 5:18-21; 1João 3:7-9.

Que acontecimentos se produzirão no regresso de Jesus Cristo? Apocalipse 19:11-21. O que vai suceder à besta, ao falso profeta e aos seus seguidores quando tentarem fazer a guerra contra o Rei dos reis? Vers. 19-21.

Como nos é descrito Jesus nos Apocalipse 19:11-16? Indique que títulos é que Lhe são atribuídos. Compare com Isaías 9:6.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----

 

CASAMENTO PARA A ETERNIDADE – 2ª parte

 

 

Questões para estudo (Contin.):

 

Que segurança sente ao ler a frase “Aleluia! pois já o Senhor Deus Todo-Poderoso reina” (Apocalipse 19:6)? Como tem a certeza que Deus domina?

Quão pura (não corrompida) deve estar a Igreja quando Jesus regressar (Apocalipse 19:7-8)? Se Jesus voltasse hoje, como descreveria a condição da Sua Igreja?

Na Bíblia, o casamento simboliza a união entre Cristo e a Igreja (Efésios 5:31-32). Indique alguns sinais de uma boa relação. Ver a Introdução. Como é que a visão moderna do casamento se compara com o compromisso assumido pelo crente com Cristo?

O que possui o crente quando tem o “testemunho de Jesus”? Apocalipse 19:10. De que forma é que este testemunho é benéfico para as nossas vidas?

 

Aplicação:

 

Leia a parábola das 10 virgens (Mateus 25:1-13). Nesta altura da sua vida, em que grupo é que se incluiria: as que não estavam preparadas para o regresso do Esposo ou às que estavam preparadas e esperando com paciência? Avalie com os outros crentes algumas das formas pelas quais podemos perder o entusiasmo para a  grande festa de casamento que está preparada. Considere ainda algumas das formas através das quais os crentes se podem preparar para o regresso de Cristo.

 

-----+-----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----

 

E ABRIRAM-SE OS LIVROS – 1ª parte

 

 

“E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras”  Apocalipse 20:12

 

Texto base: Apocalipse 20:1-15

 

Objectivo do estudo:

 

Passar em revista o julgamento final da humanidade e a sua importância no ensino da responsabilização de todos os nossos actos perante Deus.

 

Apresentação:

 

Um bom livro oferece-nos entretenimento, informação ou educação. Da mesma forma que abrirmos um livro para ler os pensamentos do autor, Deus irá abrir “o livro dos céus” e lê os pensamentos de cada coração. No decurso do julgamento final Ele dará a conhecer o destino de todos.

 

Apocalipse 20 descreve-nos as cenas finais antes da eternidade ser introduzida. O dragão (Satanás) será preso e todos os que foram fiéis a Cristo serão ressuscitados para reinar com Ele por 1.000 anos. Após este período, Satanás será solto e fará ainda uma última tentativa para usurpar a Deus o governo da humanidade.

 

Aparecerá então o Grande Trono Branco (Julgamento). Estes acontecimentos seguir-se-ão ao regresso de Cristo (Apocalipse capítulo19), dando-nos uma rápida visão do Seu Reino vindouro.

 

Esta é a única passagem no Novo Testamento que descreve o período de tempo do governo messiânico após o regresso de Cristo. O termo milénio é usado para designarmos um período de mil anos. Outras passagens descrevem-nos ainda o que irá ser esse reino. Somos ensinados que, durante esse período, haverá renovação de todas as coisas (Actos 3:19-21), os apóstolos governarão sobre as 12 tribos de Israel (Mateus 19:28) e Jesus sentar-se-á no trono de David (Lucas 1:32). Paulo diz-nos: “Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés. Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte” (1Coríntios 15:25-26).

 

Esta declaração relaciona-se com o tempo do Julgamento do Grande Trono Branco  de Apocalipse capítulo 20. No final da era messiânica, todos os povos irão comparecer perante o tribunal de Cristo e abrir-se-ão então os livros. Após este julgamento, aqueles cujo nome não estiver inscrito no Livro da Vida serão destruídos no lago de fogo. O acto final da era do milénio será a destruição da morte no lago de fogo. “E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará Àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos” (1Coríntios 15:28).

 

A mensagem de Apocalipse é clara. Está a chegar o dia em que Deus abrirá os livros onde se encontra escrita a história das nossas vidas e decidirá do nosso destino. O que representam estes livros para cada um de nós?

 

Questões para estudo:

 

Que acções irão desencadear o início do governo messiânico de Cristo? Porque irão ser tomadas estas medidas e durante quanto tempo? O que acontecerá no final desse período? Apocalipse 20:1-3.

A quem foi dado o poder de julgar? Quais as suas qualificações? Como irão ser chamados e quanto tempo reinarão com Cristo? Apocalipse 20:4-6. Comparar com 1Coríntios 6:2.

O que irá ocorrer quando se completarem os 1.000 anos? Quem será tentado a rebelar-se contra o governo messiânico? Apocalipse 20:7-10. Que lições irá Satanás aprender durante o período da sua prisão? Qual será o seu destino?

Que acontecimentos significativos irão ocorrer no final dos 1.000 anos? Apocalipse 20:11-15. Quem será julgado? Qual será o padrão desse julgamento? Vers.12. Comparar com João 12:48. Que confissões serão feitas nesse dia? Filipenses 2:9-11.

Que destino está reservado para aqueles cujo nome não está inscrito no Livro da Vida? Apocalipse 20:15. Qual será o castigo? Vers. 14b. Será a destruição total ou uma eternidade no inferno? Avalie a severidade de cada um deles. Qual será o mais justo?

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+

 

E ABRIRAM-SE OS LIVROS – 2ª parte

 

 

Questões para estudo (Contin.):

 

Se Satanás irá ser preso enquanto Cristo reinará durante 1.000 anos, porque razão a humanidade ainda será tentada a rebelar-se? Como é isto possível?

Mesmo no limiar da eternidade, os santos de Deus estarão rodeados pelo inimigo (Apocalipse 20:9). Será que os cristãos alguma vez poderão esperar estar em segurança e afastados da rejeição e do ridículo nesta vida? Porquê?

O que nos é revelado ácerca da grandeza de Deus no Apocalipse 20:11? Como é que somos motivados a viver hoje uma vida de fidelidade, perante a possibilidade de termos que enfrentar este Juíz?

Reveja o aviso que Jesus nos dá em Mateus 7:21-23. Como se dirige o Senhor àqueles que reclamam tê-Lo conhecido? Indique algumas razões para esta possível rejeição.

 

Aplicação:

 

Se pudesse consultar os registos da sua vida inscritos nos livros dos céus, qual ou quais deles (acção, atitude, etc.) desejaria ver apagados? Descreva o que faria para apagar esse registo desfavorável.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+

UMA VISÃO DO AMANHÃ – 1ª parte

 

 

“E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe” – Apocalipse 21:1

 

Texto base: Apocalipse 21:1 a 22:6

 

Objectivo do estudo:

 

Ter uma rápida visão dos detalhes àcerca do reino de Deus e examinar as nossas atitudes com o objectivo de virmos a fazer parte desse novo mundo.

 

Apresentação:

 

Vários profetas dos tempos presentes têm tentado adivinhar que tipo de vida poderíamos esperar para as próximas décadas. Livros como 1984, de George Orwell, e Megatendências, de John Nesbitt, vieram fazer profecias dramáticas para o futuro da sociedade. Algumas revistas também fizeram prognósticos para os próximos 50 anos. Até pregadores apresentaram a sua visão sobre o que está para suceder, tal como o fez Pat Robertson na revista Nova Ordem Mundial.

 

Contudo, para sermos honestos, nenhum ser humano sabe como será a vida no futuro. A não ser que Deus intervenha com um reavivamento espiritual no mundo inteiro, ou a não ser que as igrejas e os cristãos passem a levar a sério o seu papel espiritual como sal da terra e luz do mundo, os princípios morais continuarão a degradar-se. Enquanto o homem governar o mundo, muitos factores irão manter-se: a existência de ricos e pobres, o bem e o mal, liberdade e servidão, verdade e falsidade, e vida e morte. Grandes calamidades propagadas por homens perversos e radicais, poderiam tornar-se cada vez piores.

 

Embora seja fácil acreditar num futuro sombrio, os cristãos – para além de todos – deverão ser optimistas. Jesus proclama-nos uma mensagem positiva àcerca do futuro. Na realidade, Ele promete-nos “um novo mundo” para além deste tempo presente, que será completamente liberto de conflitos e de conspirações que muitos prevêem hoje em dia. Em Apocalipse capítulo 21 Jesus prediz o futuro, dando a João uma visão do Seu reino eterno. João relata-nos uma visão espantosa: “a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido” (Apocalipse 21:2). Além disso, João descreve-nos esta cidade como tendo ruas de ouro e fundamentos de pedras preciosas. Esta será a habitação/lar daqueles cujos nomes estão inscritos no Livro da Vida do Cordeiro.

 

A maior distinção na nova ordem mundial será a inegável presença de Deus entre os homens. João descreve esta visão incrível na qualidade de uma testemunha ocular, usando frases como “Eu vi”, e “Eu ouvi”, e “Eu não vi”. Para os cristãos, este relato tem um significado do maior valor: dá-nos detalhes da nova ordem mundial da qual queremos fazer parte.

 

João viu este reino eterno de Deus vir em inexcedível poder e glória. Morte, luto, gritos de aflição e dor do mundo actual não terão ali lugar. É um reino que está destinado aos que aceitaram a salvação através de Jesus Cristo e ajudaram na construção do reino de Deus. Dele não farão parte os descrentes ou os que negaram a fé.

 

Jesus viveu em ambos os domínios: nos céus com Seu Pai e entre os homens. Ele encoraja a que todo o homem aceite o Seu convite para beber de graça da àgua da vida, de forma a poder um dia usufruir deste lar no reino eterno. Ele garante-nos que esse futuro está a chegar e que esta vida não passa de uma mera preparação para uma vida muito melhor – para a eternidade. Jesus experimentou todo o tipo de tormentos que esta vida poderia oferecer. Nas Suas palavras, “Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho” (Apocalipse 21:7).

 

Questões para estudo:

 

O que foi visto por João na sua breve visão da vida futura? Apocalipse 21:1-2, 9-27; 22:1-6. Listar as questões específicas que ele viu.

Em que é que o novo mundo será diferente do velho? Apocalipse 21:3-4; 22-25. Qual é o objectivo final de Deus? Vers. 5.

Que semelhanças e diferenças existirá entre o reino eterno e o Jardim do Éden original? Apocalipse 22:1-5; Génesis 2:8-14.

Quais os que são apontados como não estando em condições de entrar no reino eterno? Apocalipse 21:8. Qual será o seu destino? O que temos que fazer individualmente para nos qualificarmos para o reino? Apocalipse 21:27.

Quais os nomes dos que estão escritos nas fundações da Nova Jerusalém? Apocalipse 21:9-14. De que forma isto é comparável ao que nos é dito por Paulo na descrição da Igreja espiritual em Efésios 2:19-22?

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+

 

UMA VISÃO DO AMANHÃ – 2ª parte

 

 

Questões para estudo (Contin.):

 

Como responderia ao Senhor se a Sua presença pessoal estivesse connosco hoje? De que forma as suas atitudes, valores, comportamento e prioridades seriam diferentes?

O reino eterno promete ser a última e única forma da humanidade ficar livre. Estas promessas têm estado a influenciar as pessoas a aceitar Cristo? O que o levou a aceitar a mensagem do Evangelho?

Que promessas são feitas aos que vencerem? Apocalipse 21:7. De que forma a vitória de Cristo já influencia a sua vida de hoje?

Quem terá pleno reconhecimento na Nova Jerusalém? O que é que isto nos diz sobre o nosso papel na construção do reino de Deus na época actual?

 

Aplicação:

 

O que sente quanto à forte possibilidade de viver para sempre? Porque meios busca alcançar este reino?

 

-----+-----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----+----+-----

TOMAI CUIDADO, EU VENHO EM BREVE! – 1ª parte

 

 

“Eis que presto venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro” – Apocalipse 22:7

 

Texto base: Apocalipse 22:6-21

 

Objectivo do estudo:

 

Reforçar a nossa capacidade de ficarmos alerta para o breve regresso de Cristo e revitalizar os nossos esforços no encorajamento dos que ouvem para aceitarem o convite de Cristo.

 

Apresentação:

 

Trocando cartas com um amigo a quem já não vemos há um tempo é uma forma de anular a distância que nos separa. Através deste meio de comunicação podemos partilhar pensamentos e sentimentos com outra pessoa. Quando finalmente nos podemos encontrar face a face, a ocasião torna-se especial porque, entretanto, a correspondência trocada forneceu a base para um relacionamento com sentido.

 

Apocalipse capítulo 22 apresenta-nos o regresso de Cristo como uma possibilidade eminente. Se queremos preparar-nos para o Seu regresso, temos que aprender como podemos habilitar-nos a ter um lugar no Seu reino. O leitor é encorajado a acreditar que será abençoado aquele que:

 

“guarda as palavras da profecia deste livro” (Vers. 7);

 

“adora a Deus” (vers. 9): e

 

“guardam os Seus mandamentos” (Vers. 14).

 

O Espírito e a Igreja proclamam o convite: “E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” (Vers. 17).

 

Aos leitores é-lhes lembrado que as palavras de Apocalipse “são fiéis e verdadeiras” (Vers. 6). Os versículos 18 e 19 vêm avisar que qualquer um que tentar comprometer (alterar) esta profecia acrescentando palavras a esta profecia enfrentará as pragas descritas no livro, e todo aquele que retirar palavras da profecia do livro não herdará o reino. Como cristãos do Séc. XXI, lutamos para apreender a intensidade que João usou para escrever o livro de Apocalipse. Ele escreveu este livro num tempo em que os seus irmãos na fé sofriam a perseguição, de forma que as suas palavras de conforto caíram em ouvidos ávidos. Esta carta enviada de uma terra distante gerou excitação e antecipação para o acontecimento mais dramático de todos os tempos. Com este pensamento no nosso coração, podemos facilmente compreender porque razão João diz, “Amém. Ora vem, Senhor Jesus!”.

 

Da mesma maneira que Apocalipse serviu como uma carta de encorajamento recebida de uma terra distante para os cristãos do Século I, igualmente nos encoraja também hoje. Com a liberdade de culto e o conforto que hoje desfrutamos torna-se difícil identificarmo-nos com os nossos irmãos daquele tempo. Da mesma forma que hoje podemos usufruir de uma vida mais fácil, por comparação, este não é, apesar disso, um tempo para nos descontrairmos e repousarmos. Através desta carta, o Senhor alerta-nos que está a chegar e que os crentes que Nele esperam serão recompensados. Um dia vê-Lo-emos chegar em glória. Possamos nós estar com a multidão que diz: “Ora vem, Senhor Jesus!”.

 

Questões para estudo:

 

a) Que declaração nos é feita àcerca do conteúdo de Apocalipse? Apocalipse 22:6.

b) Que instruções são dadas pelo anjo a João e aos seus leitores, àcerca do que fazer com este livro? Apocalipse 22:7-10.

 

a) Porque razão Cristo voltará? Apocalipse 22:7, 12 e 20.

b)  Que nos diz o anjo sobre a condição em que Jesus irá encontrar o povo quando Jesus voltar? Apocalipse 22:11. Compare com Lucas 17:30-36; 1Pedro 4:7.

 

Quem terá o direito a fazer parte do reino eterno de Deus? Que características pessoais não serão aceitáveis? Apocalipse 22:14-15.

Que convite é feito a toda a criatura? Quem está incluído? Quem está envolvido na partilha desta mensagem? Apocalipse 22:17.

Que declaração nos é feita sobre a forma como o Apocalipse é usado? Apocalipse 22:18-19. O que sucederá ao que não usar devidamente este livro? Porque razão será considerado uma ofensa grave?

 

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+

 

TOMAI CUIDADO, EU VENHO EM BREVE! –  2ª parte

 

 

A profecia do convite do Messias

 

O profeta Isaías profetizou sobre o convite do Messias muitos séculos antes de João ter escrito o livro de Apocalipse:

 

“O vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço ... Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua, dando-vos as firmes beneficências de David – Isaías 55:1, 3.

 

Questões para estudo (Contin.):

 

De que forma o livro de Apocalipse é benéfico para a nossa vida? Levando em consideração que Jesus não voltou desde a Sua subida para o Pai, embora Ele tenha declarado “certamente cedo venho”, como podemos ter confiança nas palavras deste livro?

 

Qual o sentido das instruções “Não seles as palavras da profecia deste livro” (22:10)? Porque razão João é instruído para manter o livro aberto? De que forma é que estas instruções nos encorajam a partilhar a nossa fé?

Que dúvidas são hoje levantadas sobre o eminente regresso do Senhor? Será que aqueles que hoje lançam sementes de dúvida àcerca do regresso do Senhor estão a cumprir a profecia? 2Pedro 3:3-7. O que nos revelam esses esforços àcerca do tempo em que Cristo voltará?

Que marca pessoal adicionou o Senhor Jesus ao livro de Apocalipse? Apocalipse 22:16. De que forma isto aumenta a credibilidade deste livro? Compare com Provérbios 30:5-6.

 Como podemos saber quando alguém está a usar o Apocalipse de forma incorrecta? Apocalipse 22:18-19. Dê exemplos deste tipo de abusos. Podemos entender que o mesmo aviso é extensível a toda a Bíblia no seu conjunto?

Aplicação:

 

Alguma vez duvidou do regresso do Senhor? De que forma(s)? Porquê? A sua fé ultrapassou as suas dúvidas?

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+

 

SEGURANÇA ABENÇOADA – 1ª parte

 

“Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo  ”   Apocalipse 1:3

 

Texto base: Apocalipse 14:13; 16:15; 19:9; 20:6; 22:7, 14

 

Objectivo do estudo:

 

Recordar a intenção original do livro de Apocalipse e compreender os seus benefícios na vida dos cristãos dos nossos dias.

 

Apresentação:

 

Apocalipse é dos escritos de mais difícil compreensão de toda a Bíblia. Muita da confusão advém dos símbolos, acontecimentos e visões introduzidos nos textos. Tal como pudemos aprender ao estudar esta série de lições, os cristãos mantém várias interpretações de certas partes deste livro. Embora muitas destas teorias possam parecer razoáveis, estimulantes e prováveis, elas poderão obscurecer o propósito da profecia, particularmente quando especulam ou usam somente uma parte selectiva dos textos para provar um ponto de vista.

 

Apocalipse é muito mais do que uma avaliação exclusiva da história dos acontecimentos profetizados para o fim dos tempos. É um livro que já “falou” aos nossos irmãos dos primeiros tempos da Igreja de Cristo àcerca do mundo em que viviam. Nesse tempo, eles necessitavam de receber palavras do Senhor, e Apocalipse transmitiu-lhes a informação necessária para os ajudar a compreender os sinais dos seus tempos. Para eles, este livro teve três objectivos aparentes:

 

a)     dar-lhes uma mensagem pessoal do Senhor, analisando a condição espiritual das igrejas durante o período de prova a que estavam sendo sujeitas e exortá-los a buscar a justiça e santidade de Deus;

 

b)     revelar e exaltar Cristo e o Seu controlo dos acontecimentos do universo e nas vidas do povo de Deus;

 

c)      encorajar as comunidades cristãs oprimidas, lembrando-lhes que a sua suprema segurança se encontra somente em Jesus Cristo e que a luta não duraria para sempre.

 

Apocalipse poderá ser considerado um documento cheio de esperança e segurança, não somente para os primeiros cristãos mas igualmente para nós, hoje. Apocalipse 1:3 lembra-nos este facto: “Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo”

 

Após o estudo das intrigantes lições contidas em Apocalipse, terá recebido uma visão mais clara do propósito com que ele foi escrito. Este livro desafia a nossa curiosidade, desperta a nossa necessidade de o compreendermos e obter conhecimento, e, acima de tudo, assegura-nos a nossa vitória final através da fé em Jesus Cristo. O povo de Deus de todas as épocas necessita de ouvir a mensagem intemporal e confortadora de Apocalipse. Gravem estas mensagens nos vossos corações e deixem fluir as bênçãos que daí advirão.

 

Questões para estudo:

 

Porque foi dito a João para escrever o livro de Apocalipse? Apocalipse 1:19. Qual foi a sua audiência original? Apocalipse 1:20.

Sete bênçãos estão encobertas entre as mensagens proféticas de Apocalipse. Releia os versículos seguintes e aponte as suas mensagens no contexto em que as mesmas nos são transmitidas.

1:3 –

 

14:13 –

 

16:15 –

 

19:9 –

 

20:6 –

 

22:7 –

 

22:14 –

 

Como se encaixam estas bênçãos no propósito global do livro (conforme ao que está escrito na Introdução)?

De que forma estas bênçãos encorajaram os cristãos do primeiro Século? E que representam para nós hoje nas nossas vidas diárias?

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+

 

SEGURANÇA ABENÇOADA – 2ª parte

 

O que significa abençoado?

 

A palavra abençoado tem significados diferentes em diferentes textos das Escrituras. Um sentido é o processo de tornar algo sagrado, do qual o Sábado é um exemplo em Génesis 2:1-3. Outro é o pronunciamento de um pai a seu filho (Génesis 27:27-29, 39, 40). Ainda outro é a benção dada por alguém de grande condição a um de menor condição (Hebreus 7:4-7).

 

No sermão das Beatitudes (Mateus 5:3-11) e em Apocalipse, a palavra grega para abençoado (makarios), também significa feliz, afortunado ou próspero. Assim, quando substituímos feliz por abençoado uma nova luz incide no que João nos diz. Em vez de murmurarmos e queixarmo-nos quando temos que enfrentar uma situação problemática, deveremos ficar satisfeitos e adoptar uma disposição positiva, sabendo que o Espírito Santo nos ajudará a ultrapassá-la e usará essa experiência para fazer crescer o nosso carácter. Com esta atitude tornar-nos-emos muito melhores testemunhas para Cristo.

 

 Questões para estudo (Contin.):

 

Qual o significado da palavra abençoado? O que nos diz esta definição àcerca da nossa atitude perante tempos e provas difíceis? Qual é a atitude mais comum durante essas provas?

Que bênçãos recebeu enquanto procedeu ao estudo da Palavra que nos é revelada em Apocalipse?

Como se revê nas lutas que os cristãos do primeiro Século tiveram que travar? De que forma ganhou maior apreço pela fé que eles demonstraram?

Acha que a sua compreensão sobre o conteúdo do Apocalipse mudou desde que iniciou est

Como nos fala Apocalipse dos cristãos do Século XXI? Que tipo de mensagem pensa que estão eles hoje a obter?

Apreciação:

 

Pense nas bênçãos que são dadas aos crentes através do livro de Apocalipse e reserve algum tempo para as memorizar. Partilhe com os restantes crentes.

 

-----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----+----+-----+-----