O PLANO DA SALVAÇÃO DE DEUS

 

 

 

A VIDA E A FELICIDADE É MELHOR DO QUE A MORTE E O SOFRIMENTO

 

Deus existe! A grandeza do Universo e a complexidade de toda a criação claramente demonstram a Sua existência sem qualquer tipo de dúvida.

 

Apesar de Todo-Poderoso e Imortal, Deus preocupa-se com cada pessoa. Ele tem um plano para cada um de nós.

 

Compreender a base desse plano é o primeiro passo para poder alcançar a promessa de vida eterna em felicidade. Deus tem para dar graciosamente, a cada um que aceitar as Suas condições, um futuro de vida plena e abundante em alegria.

 

Vamos ver, de forma sumária, os passos fundamentais deste Plano de Salvação que Deus criou e que oferece a cada ser humano.

 

Esses passos serão ilustrados por textos da Bíblia (Bíblia Sagrada Interconfessional da SBP), as Escrituras Sagradas inspiradas por Deus.

 

1) Todo o Ser Humano está afastado de Deus devido à desobediência, a que a Bíblia chama pecado

 

Ao desobedecer à vontade de Deus, expressa na sua Palavra e na sua Lei (na Bíblia), cada ser humano torna-se pecador. O pecado, ou desobediência, afasta-nos da comunhão plena com o Criador e gera nas nossas vidas, e na sociedade, o sofrimento e a morte.

 

“Que dizer então? Nós os judeus seremos melhores do que os outros? De modo nenhum! Tenho estado a explicar que tanto os judeus como os outros estão dominados pelo pecado. Assim diz a Sagrada Escritura: Não há ninguém que seja justo. Ninguém. Não há ninguém que compreenda. Ninguém que procure a Deus. Todos andam fora do caminho e todos se perdem. Não há quem faça o bem. Nem um só.” Romanos 3:9-12

 

“Todos pecaram e ficaram longe de Deus.” Romanos 3:23

 

“Por um só homem entrou o pecado no mundo e com o pecado veio a morte. Foi assim que a morte atingiu toda a gente, já que todos pecaram.” Romanos 5:12

 

Devido às transgressões de cada um, todo o ser humano com capacidade individual de escolha livre está à partida condenado perante Deus.

 

2) Deus sempre buscou um relacionamento próximo com a humanidade

 

Quando Deus criou os seres humanos, Ele desejava manter um relacionamento íntimo com estes. O sofrimento, a dor e a morte, não estavam nos planos de Deus. Por isso Deus é quem está mais descontente com a condição em que a humanidade se colocou, afastada do favor e da benção do Senhor.

 

Assim, a maior pretensão de Deus é que cada um de nós possa voltar à comunhão plena com Ele.

 

“Vejam com que amor Deus Pai nos amou, a ponto de podermos ser chamados filhos de Deus! E somos seus filhos realmente! É por isso que o mundo não nos conhece, uma vez que não conhece a Deus. Queridos amigos, agora somos filhos de Deus, mas aquilo que havemos de ser ainda não é totalmente claro. O que sabemos é que, quando Jesus aparecer, havemos de ser iguais a ele, porque havemos de o ver tal como ele é.” 1João 3:1-2

 

3) Deus contactou-nos e estabeleceu ligação connosco através do Seu Filho Jesus Cristo

 

O centro do Plano da Salvação de Deus, Jesus Cristo, é a maior prova do interesse de Deus por cada pessoa. Só através de Jesus, cada ser humano pode voltar a uma comunhão plena com Deus.

 

Segundo a Lei de Deus, expressa na Bíblia, a pena que o pecado (a transgressão da Lei de Deus) acarreta é a morte. A Lei de Deus prevê que, para pagamento da culpa do ser humano arrependido, possa ser entregue um animal para ser sacrificado em seu lugar. Jesus cumpriu o papel de “sacrifício” por cada um de nós quando foi sacrificado como “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Jesus morreu em nosso lugar cumprindo assim a pena que nos estava reservada.

 

Jesus em nós é o único caminho de vitória.

 

“Ele é a imagem do Deus invisível: nascido do Pai antes da criação do mundo. Foi por ele que Deus criou tudo o que existe no céu e na terra, o que se vê e o que não se vê, as forças espirituais, os domínios, as autoridades e os poderes. Foi por ele e para ele que Deus criou tudo. Já existia antes de tudo e é ele que dá consistência a tudo o que existe. Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja. Ele é a origem, é o primeiro dos ressuscitados, de modo que tem o primeiro lugar em tudo. Porque Deus achou por bem estar totalmente presente no seu Filho, e também, por meio dele, reconciliar consigo todo o universo, fazendo as pazes pela morte do seu Filho na cruz. E assim tudo o que existe na terra e no céu ficou em paz com Deus. Também vocês dantes estavam longe de Deus e no vosso íntimo eram seus inimigos, por causa do mal que praticavam. Mas agora, por meio da morte do seu Filho, Deus fez de vocês seus amigos, para vos trazer à sua presença perfeitos, dignos e sem culpa. Mas, é preciso que se mantenham firmes e bem fundamentados na fé, e não se afastem da esperança que receberam quando ouviram a Boa Nova, essa Boa Nova que tem sido anunciada a toda a gente deste mundo e da qual eu, Paulo, me tornei pregador.” Colossences 1:15-23

 

“Outrora, vocês estavam mortos, por causa das vossas culpas e pecados. O espírito deste mundo levava-vos a viverem dessa maneira. Andavam sujeitos ao chefe das forças do mal, àquele que ainda agora manda nos que continuam a desobedecer a Deus. Todos nós estávamos na mesma condição, dominados pelos nossos maus desejos. Obedecíamos a esses maus desejos e pensamentos e estávamos naturalmente destinados, como os outros, a receber o castigo de Deus. Mas Deus que é rico em misericórdia, mostrou por nós um grande amor. Estando nós mortos, por causa das nossas culpas, ele deu-nos a vida por meio de Jesus Cristo. Foi por amor que vocês foram salvos. Pois, Deus ressuscitou-nos juntamente com Cristo Jesus e com ele nos fez tomar parte no seu Reino glorioso. Desta maneira, quis mostrar para sempre a todos os que hão-de existir a imensa riqueza dos favores que nos concedeu, por meio de Jesus Cristo. Foi por amor que vocês foram salvos, mediante a fé. Não foram vocês que conquistaram a salvação. Ela é um dom de Deus. Não foi obra vossa; portanto, ninguém se pode gabar disso. O que somos é obra de Deus. Ele criou-nos para que, em união com Cristo, praticássemos o bem, esse bem que o próprio Deus já tinha destinado para nós fazermos.” Efésios 2:1-10

 

4) O perdão de Deus por Jesus Cristo está ao alcance de todos os que quiserem aceitar o Seu plano de Salvação

 

O Plano da Salvação de Deus não está limitado pelas características de cada um. Independentemente da sua cultura, estudos, posição social, capacidade própria, este Plano está ao seu dispor.

 

Cristo, na verdade, por si só, não salva.

 

Ele abre-nos é a possibilidade de Salvação, a qual será uma realidade se estivermos dispostos a aceitar o Plano de Salvação de Deus e as suas implicações. Sem essa aceitação voluntária e sincera da nossa parte o sangue que Jesus derramou nunca poderá servir para nossa justificação perante Deus.

 

“Esta é a Boa Nova que ouvimos de Jesus Cristo e que agora vos anunciamos: Deus é luz e nele não há nenhuma escuridão. Se dizemos que vivemos unidos a ele, mas levamos uma vida de escuridão, então mentimos em palavras e acções. Ao contrário, se levamos uma vida de luz, tal como Deus, que está na luz, somos solidários uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, purifica-nos de todo o pecado. Se dizemos que não temos pecado, enganamo-nos a nós próprios e faltamos à verdade. Mas, se confessarmos que somos pecadores, Deus é fiel e bondoso e há-de perdoar-nos os pecados e purificar-nos de todo o mal. Se dizemos que não somos pecadores, fazemos de Deus mentiroso, e a sua palavra não está em nós.” 1João 1:5-10

 

“Deus faz com que as pessoas entrem em boas relações com ele por meio da fé em Jesus Cristo. É assim para todos os que crêem em Jesus Cristo, sem haver diferença de pessoas. Todos pecaram e ficaram longe de Deus. Mas, pela sua bondade, Deus torna-os seus amigos gratuitamente por meio de Jesus Cristo que os libertou do poder do pecado. Deus fez com que Cristo, pela sua morte, se tornasse instrumento de perdão para os que crêem nele. Mostrou assim como é bondoso. Outrora tinha sido paciente e não tinha castigado os pecados dos homens. Agora mostra como põe as pessoas em boas relações com ele, pois Deus é bom e faz com que fiquem de bem com ele os que crêem em Jesus.” Romanos 3:22-26

 

5) Salvos em Jesus Cristo, temos a oportunidade de viver como uma  nova  criação, crescendo com o apoio e a direcção do próprio Deus

 

Aceitar a vida que Deus dá, implica morrer para a nossa vontade individualizada e nascer para uma Nova Vida segundo o poder e direcção de Deus. É essa obra de renovação da criação, que Deus neste momento, e ao longo dos séculos, opera e operou em milhares de pessoas que a Ele se decidiram entregar.

 

“O amor de Cristo absorve-me completamente. A verdade é esta: se um só morreu por todos, então todos morreram com ele. E ele morreu por todos, para que os que vivem já não vivam para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.” 2Coríntios 5:14-15

 

6) O prémio final deste caminho de Salvação é uma vida plena de felicidade e alegria em total comunhão com Deus

 

A aliança e o compromisso com Deus, não é vazia hoje, nem o será futuramente. O prémio final vale realmente a pena e nada de melhor pode sequer ser imaginado.

 

A vida ou a morte, a felicidade ou o sofrimento?

 

A escolha está com cada um de nós!

 

“Vi, então, um novo céu e uma nova terra. O primeiro céu e a primeira terra tinham desaparecido e o mar deixou de existir. E vi descer do céu, de junto de Deus, a cidade santa, a nova Jerusalém. Vinha linda como uma noiva que se prepara para ir ao encontro do noivo. E ouvi uma voz forte que vinha do lado do trono: "Esta é a morada de Deus junto dos homens. Ele habitará com eles e eles serão o seu povo. É este Deus que está com eles. Ele enxugará todas as lágrimas dos seus olhos e já não haverá mais morte, nem luto, nem pranto, nem dor. Tudo isto desapareceu." E o que estava sentado no trono disse: "Agora faço tudo novo." E acrescentou: "Escreve tudo isto, porque estas palavras são verdadeiras e dignas de confiança." E disse-me ainda: "É um facto. Eu sou o Alfa e o Ómega, o princípio e o fim. Ao que tem sede dou-lhe a beber de graça da fonte das águas vivas. Aquele que vencer receberá estas coisas em herança. Eu serei o seu Deus e ele será o meu filho.” Apocalipse 21:1-7